Statoil Bags Quatro Blocos Offshore Brasil

De Joseph R Fonseca1 abril 2018

A Statoil e seus parceiros foram os maiores concorrentes em quatro blocos na bacia de Campos, na 15ª rodada de licenciamento realizada em 29 de março. Com as novas licenças, a Statoil fortalece sua posição no Brasil e aumenta as sinergias com os projetos atuais.

Um consórcio formado pela Petrobras (30%), ExxonMobil (40%) e Statoil (30%), apresentou a proposta vencedora para o bloco CM-657 na Bacia de Campos com um bônus de assinatura de 638.550.000 USD *. O mesmo consórcio formado pela Petrobras (40%), ExxonMobil (40%) e Statoil (20%), apresentou a proposta vencedora para o bloco CM-709 na Bacia de Campos, com um bônus de assinatura de US $ 450.000.000. Ambos os blocos serão operados pela Petrobras.

A Statoil, juntamente com a BP, apresentou a proposta vencedora para os blocos CM-755 e CM-793. O bônus de assinatura para ambos os blocos totalizou 26.016.600 USD (a participação da Statoil foi de 40%). Os blocos serão operados pela BP.

O prêmio na 15ª rodada de licitação do Brasil reforça a ambição da Statoil de crescimento de longo prazo no Brasil e fortalece a posição da empresa na prolífica bacia de Campos, onde opera o campo de produção de Peregrino. Outros projetos importantes localizados na bacia de Campos são o campo operado pela Petrobras em Roncador, onde a Statoil tem uma participação de 25% ** e a BM-C-33, operada pela Statoil e atualmente em fase de desenvolvimento.

“Estamos muito satisfeitos com o resultado desta rodada. Estamos ansiosos para trabalhar com nossos parceiros para buscar essas excelentes oportunidades de exploração ”, afirma Tim Dodson, vice-presidente executivo de Exploração da Statoil.

“Este prêmio está em linha com a estratégia de exploração da Statoil para construir posições centrais em bacias prolíficas e comprovadas. O acesso a novas áreas de qualidade é um pré-requisito essencial para a criação de valor adicional por meio de atividades de exploração e para aumentar o nível de produção internacional da Statoil em áreas centrais como o Brasil ”, diz Dodson.

“Esses são ativos de classe mundial em um país onde a Statoil está presente desde 2001, com uma organização local experiente e profundo conhecimento da regulamentação local”, diz o gerente nacional da Statoil no Brasil, Anders Opedal.

“Estou feliz em reforçar nossa parceria com empresas sólidas e experientes, como Petrobras e ExxonMobil, que também são nossos parceiros em outras concessões no Brasil, e para formar uma nova parceria com a BP”, acrescenta Opedal.

Os blocos estão situados na parte sul da bacia de Campos, perto de nossa posição operada no BM-C-33 (Pão e Gávea), com o potencial de capturar sinergias de escala a partir de descobertas e operações existentes no Brasil. A 15ª rodada de licenciamento foi realizada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Os contratos de concessão da 15ª rodada de licenciamento estão programados para serem assinados até 30 de novembro.

** Aguardando aprovação da ANP.

Categorias: Contratos, Energia, Engenharia subaquática, Notícia, Pessoas & Empresa Notícias, Tecnologia (Energia)